Make your own free website on Tripod.com
XIV Copa do Mundo da FIFA - 1990
Fernando Hierro
Home

2006111568spanien_1998_400.jpg

Fernando Ruiz Hierro (Vélez-Málaga, 23 de março de 1968) é um ex-futebolista espanhol.

Começou sua carreira no infantil do Vélez, time que disputava torneios regionais e depois esteve como juvenil nas equipes do Atlético Malagueño e do Torre del Mar.

Na temporada de 1985/86 regressou ao Vélez, onde permaneceu por mais dois anos. Em 1987 se transferiu para o Real Valladolid e estreou na primeira divisão. Dois anos mais tarde foi contratado pelo Real Madrid, ganhando um título espanhol logo no ano de sua estréia, onde foi ídolo e capitão da equipe até 2003, quando se transferiu para o futebol árabe,jogar pelo Al Rayyan, na Temporada 2003/2004. Foi contratado pelo Bolton da Inglaterra jogar o que seria a última temporada de sua vida.Os dirigentes do Bolton queriam que ele renovasse por mais um ano com o clube inglês pelo seu bom desempenho,o que rendeu uma vaga na Taça UEFA para o Bolton na Temporada 2005/2006, mas mesmo assim,ele decidiu pendurar as chuteiras.

Jogava como volante, líbero ou zagueiro, mas foi como zagueiro que ele se destacou. Muito seguro, rápido, bom toque de bola, bom nas bolas altas, ainda melhor nas jogadas rasteiras. Sabia bem a hora de antecipar-se ao ataque adversário e era quase fatal em cobranças de bola parada. Dificilmente perdia um pênalti. Era o cobrador oficial da "Fúria".

Hierro estreou pela Seleção Espanhola em 1989, em uma vitória por 1 a 0 sobre a Polônia,e foi ao Mundial de 1990, na Itália, embora não tenha entrado em campo. Hierro fez 89 partidas e marcou 29 gols. Participou da Copa de 1994 nos EUA, fazendo um gol na Suíça, na vitória por 3 a 0.Do Mundial de 1998, onde a Espanha,que tinha uma grande equipa formada por vários jogadores do Real Madrid, foi eliminada precocemente na 1ª fase, mesmo tendo goleada a Bulgária por 6 a 1. Com a despedida do guarda-redes e capitão Zubizarreta da Selecção Espanhola, se tornou capitão da Espanha. Participou no mundial de 2002, marcando dois golos, contra Paraguai e Eslovênia, e onde a Espanha foi eliminada pela Coréia do Sul nas quartas-de-finais, em um jogo de arbitragem suspeita. Era o maior artilheiro da Seleção Espanhola até o dia 12 de Fevereiro de 2003, quando foi ultrapassado por Raúl, outro grande ídolo do Real Madrid.

volta à página inicial