Make your own free website on Tripod.com
XIV Copa do Mundo da FIFA - 1990
Frases sobre a Copa do Mundo de 1990
Home

  • "A arte é um requinte que se pode usar a cada momento. No entanto, só com arte não se ganha mais títulos." (Sebastião Lazaroni, dando início à "Era Dunga" no futebol brasileiro).

  • "Falta tesão para muito jogador. Eu não sou um acomodado. O dia em que eu encostar o corpo, eu me aposento." (Renato Gaúcho, cobrando um lugar no time titular do Brasil).

  • "Se esse time brigar pela bola e acertar os ataques nós vamos retomar a liderança do futebol mundial." (Sebastião Lazaroni revela a estratégia do Brasil para ganhar a Copa).

  • "Gosto de ver futebol requintado, mas isso não traz título." (Dunga, alinhando o seu discurso ao do técnico Sebastião Lazaroni).

  • "O ideal seria ter o Romário ao nosso lado." (Careca defende a presença do Baixinho no ataque da seleção brasileira).

  • "Lazaroni foi desonesto comigo." (Bebeto, sobre a condição de reserva na Copa do Mundo).

  • "Vim disputar a Copa e o máximo que consegui foram promessas." (Aldair, revoltado com a falta de oportunidades na seleção brasileira).

  • "O Brasil merecia ganhar, mas o futebol é assim mesmo." (Maradona, sobre o jogo em que a Argentina eliminou o Brasil).

  • "Depois da final, caminhei sozinho pelo gramado do Estádio Olímpico. Por quê? Não sei explicar. Naquele momento acordei de um sonho." (Franz Beckenbauer, técnico da seleção alemã).

  • "Se você quiser escalar três atacantes, faça o curso de treinador e venha treinar o time." (Sebastião Lazaroni, a um jornalista que perguntou por que não usar três atacantes contra a Costa Rica).

  • "O meu fisioterapeuta, Nilton Petrone, atendia clandestinamente os jogadores no meu quarto porque ninguém confiava no (médico) Lídio Toledo." (Romário, revelando o clima de desunião da equipe durante a Copa).

  • "Não sei porque as pessoas ficam surpreendidas com o sucesso da nossa seleção. Camarões está aqui para mostrar que o futebol da África já é um dos melhores." (Roger Milla, camaronês sensação da Copa, antes da partida contra a Inglaterra).

  • "Pode anotar: foi a minha primeira e última Copa do Mundo." (Romário, na chegada ao Brasil após a eliminação).

  • "Deixo uma evolução tática e a reconquista da hegemonia sul-americana." (Sebastião Lazaroni, sobre o seu legado à seleção brasileira).

  • "O Brasil não perdeu a Copa de 90 fora do campo. Perdeu dentro, por incompetência de alguns jogadores." (Romário comenta as razões da derrota).

  • "Quem tem merda na cabeça? Camarões ou Lazaroni?" (Frase estampada em faixa na recepção ao treinador brasileiro).

  • "Estaremos juntos na Copa do Mundo de 94." (De Bebeto para Romário, tentando animar o companheiro).

volta à página inicial