Make your own free website on Tripod.com
XIV Copa do Mundo da FIFA - 1990
Marius Lacatus
Home

marius_lacatus_1984.jpg

Marius Mihai Lăcătuş (conhecido como „Fiara”, "A Fera"; Braşov, 5 de abril de 1964) é um ex-futebolista romeno, atualmente exercendo a profissão de técnico. Em outubro de 2008 deixou o clube que treinava, FC Steaua Bucureşti, pelo qual também jogou durante boa parte de sua carreira.

Em 25 de março de 2008 foi condecorado pelo presidente da Romênia, Traian Băsescu, com a Ordinul "Meritul Sportiv" — ("Ordem 'Mérito Esportivo') classe II, por sua participação na conquista da Copa Européia de 1985/1986.

Lăcătuş jogou como um atacante de profundidade para o Steaua Bucureşti, time do qual foi o capitão entre 1994 e 1999. Também jogou para o AC Fiorentina, da Itália, e o Real Oviedo, da Espanha.

Foi um jogador emblemático para a torcida do Steaua Bucureşti; até hoje, sete anos de ter encerrado sua carreira no clube como jogador, ainda tem seu nome gritado a cara jogo. Destacou-se por jogar de maneira habilidosa, e também por seu comprometimento durante o jogo. Recebeu o apelido de Fiara ("A Fera").

Foi o primeiro jogador a marcar na disputa de pênaltis da final da Copa Européia de 1986, contra o FC Barcelona, vencida pela equipe de Bucareste. Após a Copa do Mundo de 1990, na Itália, onde marcou dois gols contra a União Soviética, Lăcătuş foi contratado pela ACF Fiorentina, da Itália, e pouco tempo depois transferiu-se para o Real Oviedo, na Espanha. Em 1994 retornou ao Steaua Bucureşti, e jogou pelo time até 1999, quando finalmente foi contratado pelo FC Naţional Bucureşti, onde jogou por meia temporada antes de se aposentar.

Em outubro de 2006 decidiu se escalar como parte da equipe no time do qual era o treinador, UT Arad; no ano seguinte foi contratado para ser o treinador do Steaua Bucureşti. A 21 de outubro de 2008, porém após um jogo em casa contra o Olympique Lyonnais, válido pela fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA de 2008-2009, no qual sua equipe perdeu por um desapontante 5 a 3, resignou de seu cargo, alegando que a derrota ocorrera por sua culpa.

Lăcătuş jogou um total de 414 jogos na Divizia A romena (atual Liga I), marcando 103 gols; 21 jogos na Serie A italiana, onde marcou por três vezes, e 51 jogos na Liga espanhola, marcando sete gols. Disputou 72 jogos em competições da UEFA, como a Liga dos Campeões (à época Copa Européia), Recopa Européia e Copa da UEFA, marcando 16 gols no total.

Marius Lăcătuş foi convocado 84 vezes para a seleção de seu país, marcando 13 gols. Disputou a Copa do Mundo de 1990, na Itália, o Campeonato Europeu de Futebol de 1996, na Inglaterra, e a Copa do Mundo de 1998, na França. Marcou o gol de número 700 pela seleção romena.

Como jogador venceu o Campeonato Romeno de Futebol dez vezes, e a Copa da Romênia sete, além de ter conquistado a Copa Européia em 1986 e a Supercopa Européia, em 1987, todos pelo Steaua Bucureşti.

Lăcătuş é atualmente o jogador com maior número de conquistas domésticas de todos os tempos na Romênia.

volta à página inicial