Make your own free website on Tripod.com
XIV Copa do Mundo da FIFA - 1990
Tony Cascarino
Home

cascarino.jpg

Anthony "Tony" Guy Cascarino (St. Paul's Cray, 1º de setembro de 1962) é um ex-futebolista anglo-irlandês.

Jogou profissionalmente por 19 anos, entre 1981 e 2000. Foi na sua primeira equipe, o Gillingham, onde passou mais tempo (seis temporadas no total). Em 1987, assinou com o Millwall, clube que torcia quando criança. Saiu do Millwall no segundo semestre de 1990 e rumou por Aston Villa, Chelsea, Celtic até 1994, quando foi jogar no futebol francês.

Acabaria encerrando a carreira na França. Até 1997, viveu, já veterano, boa fase no Olympique Marseille, tendo chegado quando a equipe, em virtude de um escândalo de manipulação de resultados, foi punida com rebaixamento. Parou no Red Star Saint-Ouen, onde jogou duas vezes em 2000.

Cascarino foi um dos muitos ingleses de origem irlandesa que resolveram defender a Irlanda, quando os dirigentes da Seleção resolveram fortalecer a equipe, então à sombra da vizinha Irlanda do Norte. Ele, que também possui ascendência italiana (daí seu sobrenome), participou dos três primeiros torneios que a Seleção Irlandesa se classificou: a Eurocopa 1988, a Copa do Mundo de 1990 e a Copa do Mundo de 1994, e jogaria pelo país até 1999.

Curiosamente, descobriu em 1996 que não possuía sangue irlandês: seu avô materno, que era da ilha, na verdade havia adotado sua mãe, que neste ano lhe revelou o fato. Em autobiografia elogiada, Cascarino se descreveu como "uma fraude, um falso irlandês", e declarou que nos tempos de Olympique os jogadores do clube eram encorajados pelo presidente a tomarem substâncias suspeitas.

volta à página inicial